sábado, 24 de dezembro de 2011

Chegada a hora

"É agora? Mas, ainda tenho tanto a fazer...

Missão cumprida? Tão breve assim? E aqueles que de mim dependem, ficarão a mercê do sofrimento e da solidão por minha ausência?"

Geralmente, prestes a embarcar no transporte ao Paraíso, esses pensamentos certamente passam por nossa mente. A alma deve ficar confusa, incerta, temerosa.

Dizem que a única certeza da vida, é a morte, o fim. Mas, já pensou que a partida, pode ser o real início?

Se a vida é eterna, evidente que a experiência terrena é temporária. Porque não sabemos então lidar com o óbvio? É simples, o Criador nos deu a capacidade de amar, e nós desenvolvemos a capacidade de nos prendermos aos amores e aos amados.

Já ouvi por diversas vezes, "A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional", compreender é fácil, praticar, nem tanto.

Todos sofremos por partidas - que julgamos - antes da hora. Qual é a hora então? Qual é o nosso tempo?

Isso, apenas saberemos na hora em que a nossa chegar. O descanso e a paz, com certeza estarão presentes,  quando chegarmos ao destino que a embarcação sentido Paraíso nos levará. 

Tão confortante, deve ser, se assim tivermos a capacidade de enxergar por meio das nuvens, o entendimento e compreensão de nossos amados, que ainda estão em missão. Mas, como já passamos por isso, sabemos que não será fácil.

Que tal um exercício? Feche seus olhos. 
Mentalize, um momento maravilhoso com alguém especial, que já fez a viagem.
Imagine-o sorrindo, feliz, entusiasmado. E agora, conectando-se a DEUS, agradeça por cada momento feliz que você teve com este estímulo de amor.
Abra seus olhos, respire fundo, e entenda que na vida, tudo é passageiro, mas o sentimento uma vez plantado é eterno. O corpo fica, o espírito vai.

A saudade? Ah, a saudade, é o amor que fica. Então ame, entenda, e não se prenda.


Quem foi que disse?

Quem foi que disse, que tudo deve ser como a sociedade impõe?
Quem foi que disse, que você deve se portar como os demais?
Quem foi que disse, que a sua felicidade, depende de dinheiro, luxo, status ou bens?

Imagine, quantas coisas você já fez pensando no que os outros dizem ser o certo, e o pior, quantas você deixou de fazer pelo mesmo motivo?

Não são perguntas tão difíceis assim de se responder, certo? Mas, com certeza, é complicado aceitar que o seu diamante, quem lapida é você mesmo.

De nada interessa o sapato que você usa, o cabelo ou o peso que você tem. Seu brilho independe de tudo isso.

Será que vale a pena se esforçar tanto pelo "sucesso" que lhe trará melhores condições financeiras?

E quando você era criança, tinha as preocupações que tinha hoje? Tinha vergonha de tomar banho de chuva?  De se sujar de lama? De usar roupas engraçadas?

Quem disse, que você tem a obrigação de casar ou ter filhos com determinada idade?

Agora, quem deve dizer, que você tem de aproveitar cada segundo da sua vida, trocar energias positivas, amar e ser amado, não se sentir menor do que ninguém, não se importar com a matéria, viver e caminhar sorrindo, e entender que a maior riqueza da vida, o dinheiro não compra.
Quem deve dizer, se ainda não disse, com pressa, é VOCÊ.

Não perca mais seu tempo, se importando com o que o homem inventa. Faça a sua felicidade brotar do seu vaso, que embora os demais julguem como pequeno, é o suficiente pra lhe preencher as lacunas.

Compreenda, que nos seus relacionamentos, familiares, conjugais e amigáveis, a palavra que reina, é o respeito.
Quantos namoros ou casamentos você teve, e disse que esse seria o único e eterno? Foi? É certo, que tudo deve acontecer ao seu tempo, mas diante do ato, não existe unilateralidade, e nessa peça, você é fundamental.

Primeiro se ame, depois se entregue ao amor alheio.

Ah, me desculpe, estão me chamando, devo ir agora. Não posso deixá-los ir embora. Não sei se eles voltarão, tenho a obrigação de aproveitar a carona.

A quem fica, um abraço, a vida está chamando, e ainda me trouxe muitos amigos, esses são chamados anjos, e de presente, me deram sentimentos bons.

Quer ir? Então vamos! JESUS disse que nos guiará.